Investir em Energia Solar:

Para grande maioria, ano novo é o momento de fazer o planejamento, botar as metas no papel, ajustar os cintos e começar a agir para que tudo aquilo que foi prometido não vire apenas promessas. Para muitos, a meta financeira é algo que não se pode abrir mão. Ter uma economia para aquela tão sonhada viagem para o exterior, fazer o MBA que tanto sonhava ou então a entrada daquela parcela da casa da praia é algo de extrema significância. Para isso, alguns cortes no orçamento e o investimento em um produto com bom retorno financeiro são fatores primordiais para alcançar essas metas.

Hoje, podemos dizer que investir em energia solar é uma ótima decisão, pelos seguintes fatores:

Tarifa Energética:

Instalador no telhado instalando paineis fotovoltaicos

No estado do Espírito Santo, a tarifa cobrada gira em torno de 0,71 R$/kWh, isso sem contar quando há a mudança de bandeira tarifária. Se fosse feito um investimento em energia solar para uma residência com consumo médio de 600 kWh/mês, a tarifa de energia solar seria equivalente a aproximadamente 0,12 R$/kWh, gerando uma economia em 25 anos de aproximadamente R$500.000,00 (MEIO MILHÃO DE REIAIS).

Reajustes nas Contas de Energia:

É muito comum ver nos noticiários que a conta de energia sofrerá reajustes e logo bate aquela dor de cabeça. Esse reajuste tem como principal motivo a falta de chuva, o que leva ao acionamento das usinas termoelétricas, gerando um custo muito maior de distribuição. Segundo os dados da Aneel (Agencia Nacional de Energia Elétrica), o reajuste médio nas contas ficará acima de 10% este ano. Ou seja, se esse reajuste de fato acontecer, a cada 10 meses teremos um custo de uma conta de energia a mais para pagar.

Por exemplo: Se um consumidor tem uma conta média é de R$500,00 e o reajuste for de 10% a conta a se fazer é: 500*0,01, logo a conta será de R$550,00, uma diferença de R$50,00 a cada fatura. Em 10 meses, o valor total dessa diferença será de R$500,00, o valor de uma conta de energia mensal.

Por outro lado, se o consumidor possui um sistema de energia fotovoltaico que cubra sua demanda, ele não ficará refém desse reajuste, pelo simples fato de que ele é o gerador da sua própria energia, arcando apenas com o custo de disponibilidade da concessionária.

Custo de Oportunidade x Energia Solar:

Quando falamos que adquirir o sistema de energia fotovoltaica é um investimento, você já deve imaginar: “lá vem mais uma conversa de vendedor”. Mas vamos pensar na poupança.

Se você aplicar R$30.000,00 considerando a taxa de juros de 4,90%a.a (cotação do dia 28/03/2018) você demoraria cerca de 70 anos para conseguir juntar R$500.000,00. Já com o mesmo investimento, porém em energia solar, que tem uma TIR de aproximadamente 23%, isso seria capaz de gerar o mesmo valor em 25 anos. Olhando para esses números, pode parecer até mentira, mas essa é a realidade do investimento em energia fotovoltaica.

Agora, diante dessa oportunidade, você deve estar se perguntado como ainda não adquiriu seu sistema, correto? Pois bem, estamos aqui para resolver esse problema juntos, você pode começar com uma simples Simulação clicando aqui e descobrir o valor aproximado do seu sistema fotovoltaico necessário, alem da economia e rentabilidade gerados.

PS: Na Califórnia as novas edificações serão obrigadas a instalar Energia Solar, veja mais {Clicando Aqui!}